Os 4 erros que você deve evitar no planejamento financeiro do casal

Se você e seu parceiro são como a maioria dos casais, as questões financeiras podem ser as causas mais comuns de brigas no relacionamento. Numerosos estudos mostraram que o dinheiro é o segundo colocado nos motivos pelos quais casais se separam, perdendo apenas para a infidelidade.

Pensando nisso, reunimos uma lista dos quatro erros mais comuns que os casais cometem ao lidar com dinheiro, juntamente com alguns conselhos sobre como corrigi-los. E lembre-se: certifique-se de que todos leiam isso antes de conversar!

1. Misturar as finanças pessoais com as do casal

Uma das primeiras questões que os recém-casados ​​enfrentam é saber como lidar com suas finanças. Na hora de fazer o planejamento financeiro do casal, vocês devem combinar tudo o que têm em uma conta conjunta ou manter contas individuais e abrir uma junta para despesas domésticas?

Segundo a SmartMoney, a maioria dos casais (cerca de 64%) coloca todo seu dinheiro em contas conjuntas, enquanto 14% mantém tudo em contas separadas. Porém, não há fórmula pronta: os casais ​​devem tentar diferentes maneiras de lidar com o dinheiro para ver o que funciona para eles.

Para muitos recém-casados, a escolha certa pode estar em algum lugar no meio, onde cada um possui suas finanças próprias e os dois aprendem a praticar como lidar com o dinheiro do casal em conjunto.

Ao longo do tempo — uma vez que crianças e outros gastos entram em jogo — muitos acham que unir planejamento financeiro do casal e as finanças é simplesmente mais fácil. Mas, a menos que você esteja confortável com a ideia, não há necessidade de precipitar as coisas.

2. Lidar com as dívidas como se fossem individuais

Dívidas são um dos pontos que onde os casais apresentam maior desacordo. Muitas vezes, eles não conseguem identificar em conjunto no planejamento financeiro do casal o quanto podem se comprometer com dívidas e quais tipos delas devem ser evitadas.

Em muitos casos, um cônjuge entra no casamento com muito mais dívidas do que o outro. O que fazer em situações como essa? Goste ou não, uma vez que você é casado, as dívidas do seu cônjuge podem se tornar seu problema.

Claro que você não é legalmente responsável pelos saldos do cartão de crédito que ocorreram antes de se casar, ou por quaisquer empréstimos online abertos apenas no nome do seu cônjuge. Mas a partir do momento que “juntam os trapos”, é preciso pensar no planejamento financeiro do casal em conjunto, incluindo em como lidar com as dívidas anteriores.

Mesmo com finanças separadas, a pontuação de crédito do seu marido ou esposa afetará sua capacidade de obter crédito conjunto. Para avaliação do score de crédito, é preciso pensar que o que um faz pode afetar o outro. Por isso, é preciso encontrar uma maneira de pagar as dívidas o mais rápido possível e evitar atrasos.

3. Colocar a culpa no outro

Seu marido continua incomodando você por gastar demais, mas depois chega em casa um dia com um enorme sorriso e — surpresa! — uma TV de 70 polegadas. Ele felizmente explica como selou o acordo “fantástico” e você definitivamente não está impressionada.

Soa familiar? Os gastos também são uma forte razão pela qual os casais brigam. O que geralmente acontece é que um dos cônjuges é rotulado como o “gastador” e é culpado por gastar todo o dinheiro dos dois.

Na maioria dos casos, no entanto, isso não é exato. Estudos mostram que homens e mulheres gastam quantias similares, eles simplesmente gastam de maneira diferente.

As mulheres costumam cuidar da maioria das despesas diárias da família — os mantimentos, as contas, as roupas —, enquanto os homens cuidam das grandes compras, como TVs, carros ou computadores.

A solução aqui é identificar o problema real, ou seja, que ambos estão gastando dinheiro em um orçamento apertado. Então, sentem-se e decidam quanto de dinheiro alocarão para os gastos rotineiros e quanto economizarão para as grandes compras para eliminar o fator “surpresa”.

4. Manter questões financeiros escondidas do planejamento financeiro do casal

Você ficaria chocado ao saber que uma boa parte dos casais mantém segredos de dinheiro um do outro? Embora o comércio secreto ou o jogo não sejam tão comuns, a pesquisa da SmartMoney também viu que 36% dos homens e 40% das mulheres confessam ter mentido para o cônjuge sobre o preço de algo que eles compraram.

É um grande problema? Depende de como você lida com isso. A maioria das pessoas também mente para si mesmo sobre o que eles estão gastando, assim como mentem sobre o quanto estão comendo.

O segredo de um bom planejamento financeiro do casal é colocar as cartas na mesa para que os gastos e ganhos sejam controlados em conjunto, encontrando formas de economizar e direcionar o dinheiro para os objetivos da família.

Uma vida a dois pode nem sempre ser fácil, mas evitando esses erros você verá que será possível eliminar o dinheiro como um problema entre vocês dois!