Como organizar as finanças se sou autônomo

Como organizar as finanças se sou autônomo

Quase 13 milhões de brasileiros estão trabalhando por conta própria. São os chamados profissionais autônomos, que tem crescido devido à forte crise que abalou nossa economia.

A característica do autônomo é a flexibilidade e autonomia, podendo dar inveja para outras pessoas, porém, a falta de uma renda fixa pode ser difícil de lidar se o profissional não tiver um bom planejamento financeiro para organizar as finanças.

Mesmo que a despesa mensal seja semelhante à de um assalariado, sua entrada de renda pode não ser. Assim, você precisa planejar suas finanças de uma forma diferente. Sem os benefícios de quem tem carteira assinada, o peso de proteger seu futuro fica todo sobre suas costas.

Mas não se preocupe! As etapas a seguir te mostram como organizar as finanças e garantir tranquilidade no seu trabalho como autônomo!

Tenha um orçamento para organizar as finanças

Como autônomo, você pode não ter necessariamente o controle sobre suas receitas, mas tem algum controle sobre como você gasta o seu dinheiro. Por isso, faça uma projeção de fluxo de caixa de 12 meses no início de cada ano, rastreando tudo que você imagina ter de gastos durante esse período.

Ter uma imagem realista de suas finanças tornará mais fácil fazer ajustes conforme o necessário ao longo do ano e te ajudará a encontrar pontos onde você pode economizar.

Mantenha um fundo de emergência

Como ter uma renda flutuante pode ser um grande desafio ao longo do caminho, você vai querer ter dinheiro o suficiente no seu fundo de emergência para utilizá-lo durante períodos de “vacas magras” ou quando você está apenas começando.

Como a economia recomendada para um fundo de emergência é de três a seis meses de suas despesas mensais, se você for autônomo você pode querer manter esse número mais perto dos doze meses para organizar as finanças.

Pague a dívida do seu cartão de crédito e os financiamentos de carro ou imóvel, e depois passe a juntar o valor de poupança de um ano na conta bancária. Para quem tem dificuldade, um empréstimo pessoal pode ser uma boa opção.

Revise suas finanças regularmente

Tire um dia todo mês para verificar e organizar as finanças. As datas de orçamento mensais são uma maneira divertida de verificar suas finanças e evitar o medo. Tudo o que você precisa fazer é configurá-lo como uma data regular na sua agenda. Quanto mais frequente você fizer isso, menos tempo vai demorar e mais tempo você pode aproveitar seu dinheiro em vez de controlá-lo.

Ao manter o controle do seu orçamento de forma consistente, você pode procurar por buracos, discrepâncias ou áreas nas quais você está gastando demais. É uma oportunidade para ajustar seu orçamento, organizar as finanças e ver formas de reduzir seus gastos ou encontrar maneiras de complementar sua renda.

Prepare-se para os impostos

Como freelancer, você também tem que se enquadrar em algum regime tributário. Para quem é MEI, Microempreendedor Individual, basta fazer o pagamento da guia mensal que vai variar de R$ 47,85 a até R$ 52,85, dependendo da sua atividade.

Já quem opta pela SIMPLES, precisará da ajuda de um contador para manter sua situação regularizada.  Saber quais tipos de deduções você pode fazer como freelancer e acompanhar suas deduções fiscais ao longo do ano ajudará a mantê-lo organizado com os impostos. Você pode usar softwares criados especialmente para isso ou criar uma planilha personalizada.

Planeje sua aposentadoria

Optando pelo MEI ou pelo SIMPLES, você já estará pagando a previdência referente à sua aposentadoria. Contudo, é importante se planejar e, quem sabe, contratar um plano de previdência privada.

Você pode começar a automatizar as economias todos os meses em seus fundos de aposentadoria. Se isso for um desafio devido à sua renda, tente alocar uma porcentagem dela após as despesas e os impostos para economizar para a aposentadoria.

Apesar de todas as pedras que possam aparecer no seu caminho como autônomo, manter-se organizado e estar bem ciente dos desafios como tal vai ajudá-lo a ficar no topo de suas finanças! E se precisar, opte por um empréstimo pessoal para se organizar e alavancar sua carreira.