0800-717-7728
Seg-Sex 8:00h as 20:00h
Sáb 8:00 as 14:00

4 Dicas para seu primeiro empréstimo pessoal online

4 Dicas para seu primeiro empréstimo pessoal onlineQuando você procura soluções para dívidas pode encontrar muitas ofertas de crédito, cada uma com um prazo e custos diferentes. No meio das opções de empréstimo pessoal, cabe a você escolher qual a melhor para o seu caso.

Sabemos que há muitas questões envolvidas: como será feito o pedido? Em quanto tempo vou ter o dinheiro? Quanto vou pagar?  Para ajudar você a tomar a decisão certa, montamos um guia prático com 4 dicas essenciais para você fazer o seu primeiro empréstimo pessoal com segurança. Já vamos adiantar que uma das melhores opções disponíveis no mercado é o empréstimo pessoal online, por ser mais rápido e sem burocracia. Quer saber mais? Confira as dicas:

1ª Dica: Use seu computador ou dispositivos móveis para fazer seu pedido

Como já falamos aqui, você pode ir até uma agência bancária ou uma empresa de crédito, levando vários documentos, comprovantes e cópias para realizar o pedido de empréstimo pessoalmente. Outra forma mais prática e sem burocracia é através da internet, você pode encontrar empresas que oferecem empréstimo online de uma forma mais prática, apenas preenchendo um formulário, sem a necessidade de enviar documentos. Pra ficar ainda mais fácil, é possível ter a análise de crédito por aplicativo, como o da MoneyMan. Assim, você consegue fazer simulações, planejar e fazer o pedido de empréstimo de onde estiver.

2ª Dica: Planejar as contas para pagar e ver se o empréstimo ajudará

Caso já tenha uma pendência financeira, pode ser mais simples juntar todas as dívidas em uma só, porém o empréstimo pessoal não deve ser visto como uma alternativa de trocar uma dívida por outra. Por isso, é importante fazer as contas e saber quanto você conseguirá pagar por mês pelo empréstimo, considerando todas as parcelas. Analise também as taxas de juros cobradas em caso de atraso: você vai ver que a cada vez que não pagar, o valor cresce, o que deve ser evitado. Se, depois de fazer as contas, você perceber que consegue se planejar para pagar as parcelas, você está pronto para realizar um empréstimo pessoal.

3ª Dica: Fazer a simulação do empréstimo para se organizar financeiramente

Acabamos de falar sobre a importância de se planejar para saber se as parcelas de pagamento de um empréstimo pessoal cabem no seu bolso, mas calcular tudo sozinho pode ser complicado. Por isso, uma forma mais fácil de fazer um planejamento é utilizando as simulações disponíveis em sites de empréstimo pessoal. No site da MoneyMan, você consegue colocar o valor que precisa e ver quanto terá de pagar e em quantas vezes. Assim, basta combinar esses dados com os da sua renda e ver como o pagamento se encaixa no seu orçamento. Dá pra fazer várias simulações até achar a que se adeque melhor ao seu caso.

4ª Dica: Pagar sempre as parcelas em dia para não ser negativado

Quando você deixa de pagar as parcelas do empréstimo, além de ficar com um saldo devedor maior, você ainda pode ficar negativado. Ser negativado é também comumente chamado de ficar com o “nome sujo”. Quer dizer que você perde credibilidade perante instituições financeiras. Na prática, se estiver negativado, você terá mais dificuldades em fazer um financiamento ou solicitar cartão de crédito, talão de cheques e empréstimo bancário. Tudo isso dificulta ainda mais a vida de quem está passando por dificuldades financeiras, pois diminui as alternativas de negociação com credores. Então, mais uma vez reforçamos que é essencial se planejar bem para que isso não ocorra!

Essas são apenas algumas dicas essenciais para você considerar antes de pedir o seu primeiro empréstimo pessoal. Para saber mais sobre empréstimo pessoal online e como lidar com problemas financeiros, temos mais informações no nosso Blog!

Leia também:

Como fazer um empréstimo pessoal online


Qual valor do seu empréstimo?
R$
Em qual prazo?
días
Valor do empréstimo
R$
Data do último pagamento
Parcela mensal
R$

Informações adicionais do produto: o prazo de pagamento mínimo é de 3 meses e o máximo de 12 meses e o Custo Efetivo Total (CET) pode variar de 294% a 5050% ao ano. Exemplo: Empréstimo de R$3.000,00 para pagar em 12 meses. Total de 12 parcelas de R$487,38 com valor total a pagar de R$5.848,56; IOF de R$11,20; tarifa somente para o primeiro empréstimo de R$79,00; taxa de juros de 11,7% a.m.; taxa de juros anual de 621,38% a.a. e CET de 277% a.a.